História

O escudo do time sugere o ano de 1938 como o da data de fundação. Entretanto, publicações dizem algo diferente sobre a história do alvinegro da capital. Na versão do jornalista e escritor, João Batista Alves Filho (falecido em 2008), publicada no livro Arquivos do Futebol Goiano, o 30 de abril de 1936 seria o dia exato em que o Goiânia Esporte Clube teria sido originalmente criado. Idealizado por Joaquim da Veiga Jardim – que também teve participação na fundação do Atlético-GO, Vila Nova e Goiás – foi, segundo relatos, o 'pai' do Galo Carijó.

A primeira diretoria do Goiânia, foi formada por José Neddermeyer, como presidente; o 1º vice foi Carlos Alberto de Freitas; o 2º vice foi Benedito Zupelli; o secretário geral era Pedro de Sousa Osório; o 1º secretário foi Manoel Alves; o 2º secretário foi João Santana Sobrinho; Tesoureiro: Aquilino Contart; e ainda tinha José Henrique da Veiga Jardim como encarregado do setor esportivo. Mas o Galo precisava definir como seria o uniforme.

O glorioso e belo uniforme ficou definido com as cores preto e branca, quando ganhou logo uma definição: camisas pretas com golas brancas, trazendo o mapa do Estado de Goiás. Os calções seriam brancos, com meias pretas. O distintivo foi carinhosamente bordado por dona Maria Luzia Leite (Baby) e dona Lucy Gomes da Veiga Jardim.

 

A estreia

Crescendo junto com a cidade, fundada em 24 de outubro de 1933, o clube teve início avassalador e foi o primeiro penta-campeão estadual, de 1950 a 1954, sendo que duas vezes de forma invicta. Mas o começo não foi tão brilhante assim. Nas duas primeiras partidas realizadas pelo Goiânia Esporte Clube, a equipe da capital só conheceu derrotas. A primeira por 3 x 1, para o time da cidade de Bela Vista, em um feriado de domingo, quando se comemorava o dia da padroeira da cidade.

A primeira formação do Goiânia teve lugar de honra na sua história foi: Pernambucano, Diogo e Lázaro; Carioca, Lino e Hugo Piegas; Dito Salgado, Trindade, João Leite e Juca, e ainda publicou que o primeiro triunfo alvinegro só viria na terceira partida oficial disputada. Na ocasião, contra o Anápolis Futebol Clube.

 

A profissionalização

Oficialmente, apesar das contradições, o Goiânia foi fundado em 5 de julho de 1938. Apesar disso, acompanhando o futebol do Estado, só se profissionalizaria anos mais tarde. Foi aí então que, em 1964, 10 anos após o futebol goiano ter aderido o profissionalismo, o Galo atingiu este status. Foi o clube da capital que mais levou tempo. O presidente da época era Luiz Miguel Estevam de Oliveira. Apesar da situação, foi o 2º a conseguir um título na Nova Era do esporte regido pela Federação Goiana de Desportos.

 

  • Criação