Estádio Olímpico

O Estádio Olímpico Pedro Ludovico foi inaugurado na década de 60 ganhando esse nome em homenagem ao fundador da capital, Pedro Ludovico Teixeira. Foi o primeiro estádio goiano com capacidade para dez mil torcedores, era nele que todos os clubes da capital jogavam os campeonatos estaduais e nacionais. A partir de 1975 com a construção do Estádio Serra Dourada ele foi praticamente abandonado. Porém adotado pelo Goiânia Esporte Clube. (Galo Carijó).

Em 2003 resolveram demolir o estádio que era um símbolo da história de Goiânia e do Goiânia Esporte Clube. O novo projeto (foto) para o Estádio Olímpico que tinha previsão para ser entregue em Abril de 2009, infelizmente até agora foi apenas demolido e se um dia for entregue terá capacidade para 25 Mil pessoas sentadas e será um dos "mais modernos" estádios Brasileiros, inclusive com 2 andares subterrâneos de estacionamentos e cobertura. Ao lado ficará o Parque Aquático e o Ginásio Rio Vermelho, com capacidade para cinco mil pessoas compondo assim o futuro Centro de Excelência do Esporte que é um projeto do governo de Goiás em parceria com Ministério do Esporte visando, sobretudo a valorização do cidadão.

Dentro dessa visão, o Centro de Excelência do Esporte atua como um poderoso instrumento de inclusão social, incentivando e valorizando a formação de profissionais, promovendo o desenvolvimento de novos talentos e formando uma nova geração olímpica. Com capacidade para atuação em nível nacional e internacional, planejado e adaptado para atletas paraolímpicos, o complexo contará com o módulos: Ginásio de Esportes, Laboratório de Capacitação e Pesquisa, Parque Aquático e Estádio Olímpico (o qual encontra-se atualmente com as obras paradas, apesar da promessa de entrega prevista para 2009 e já estamos em 2011) Precisamos cobrar do Governador Marconi Perillo, que prometeu entregar ainda nesta atual gestão.Matéria Divulgada em junho de 2011.

 

  • Criação